Projeto promete geração solar mais eficiente

Estudo cria painéis fotovoltaicos que acompanham o sol para gerar mais energia

Divulgação/Unesp

A Faculdade de Engenharia (FEB) da Universidade Estadual de São Paulo (Unesp) desenvolveu um sistema que promete trazer mais eficiência à geração de energia solar. O projeto utiliza uma nova estrutura mecânica nos painéis fotovoltaicos, o que permite que o equipamento se movimente para acompanhar o movimento do sol e pode levar à produção de uma quantidade até 53% maior de eletricidade.

“O projeto propõe que as placas se movimentem para acompanhar o máximo de luz solar diária”, explica o professor da FEB, Alceu Ferreira Alves. Em outros sistemas que utilizam painéis móveis, o movimento é comandado por sensores, que podem falhar na presença de nuvens. No projeto da Unesp, a ação é realizada por um microcontrolador de baixo consumo e custo que recebe informações sobre a rotação da terra para direcionar os movimentos.

Segundo Alves, protótipos que movimentam as placas também têm problemas com o alto consumo de energia utilizado por seus motores. No novo modelo, apenas 0,095% da eletricidade gerada é consumida pelo sistema, que utiliza dois motores que agem independentemente, em revezamento.

O professor afirma que o custo do sistema móvel é 35,7% superior ao fixo, mas ressalta que a diferença é compensada pela maior produtividade. “O retorno do investimento realizado para a implantação desse sistema é mais rápido e ocorre em um tempo 11,23% inferior ao do protótipo fixo”, garante Alves. O equipamento ainda conta com baterias que guardam energia para uso noturno, quando não há mais luz do sol.

Fonte: Jornal da Energia