Londres aposta em frota de táxis a hidrogênio

Até os Jogos Olímpicos de 2012, a cidade quer substituir seus tradicionais “Black cabs” por modelos com emissão zero

A capital da Inglaterra não está apenas correndo contra o tempo para entregar, pontualmente, seus estádios, aeroportos e toda a infraestrutura esportiva necessária para as Olimpíadas de 2012. Sede dos jogos, Londres vai além, e aposta na reestruturação de um serviço de transporte bastante comum, os táxis. Com vistas no evento que se aproxima, a cidade conta, desde a última quinta (31), com uma frota híbrida movida a hidrogênio e eletricidade.

Até 2012, o governo britânico pretende substituir os icônicos “Black cabs” londrinos por modelos similares por fora, mas muito mais ecológicos sob o capô. Enquanto os atuais são movidos a diesel, fonte significativa de poluição, os novos têm emissão zero de gases nocivos à atmosfera, liberando apenas água pelo escapamento.

Por trás do lançamento da frota “verde” estão a Lotus, famosa equipe de Fórmula 1 e que produz esportivos de rua na Inglaterra, e a empresa de células Intelligent Energy. Os modelos desenvolvidos por elas combinam células de hidrogênio com baterias de íon de lítio.

Essa tecnologia garante uma aceleração de 0 a 100 km/h em 14 segundos, velocidade máxima de 130km/h, além de uma autonomia de 400 km, suficientes para rodar um dia inteiro pela cidade. Para dar suporte às novas medidas, a cidade também deverá ganhar seis postos de abastecimento de hidrogênio gasoso – cada veículo leva em torno de cinco minutos para encher o tanque. E pelo menos cinco ônibus com a mesma tecnologia são esperados até o ano que vem.

Fonte: Exame