Itália terá central nuclear em três anos

Russos vão ajudar país europeu a construir usina

O primeiro-ministro da Itália, Silvio Berlusconi, disse nesta segunda-feira (26/04) que o país terá a primeira central nuclear em, no máximo, três anos. Segundo ele, no âmbito da legislação, este é o tempo estimado para o início dos trabalhos de construção da instalação.

O anúncio de Berlusconi foi feito durante uma coletiva de imprensa, ao lado do primeiro-ministro da Rússia, Vladimir Putin, que está em visita oficial ao país europeu. Putin, por sua vez, afirmou que a Rússia vai contribuir com a construção da nova central, disponibilizando tecnologia e garantindo financiamentos.

Mais cedo, os dois chefes de Governo mantiveram reuniões, acompanhados por delegações compostas por ministros e empresários. Em um dos encontros, o diretor-geral da companhia elétrica italiana Enel, Fulvio Conti, assinou um acordo de cooperação com o presidente da empresa russa Inter RAO UES, Boris Kovalchuk. A construção de uma nova central nuclear no território russo de Kaliningrado é um dos principais objetivos do termo, que aborda cooperação nos setores nuclear, de construção, inovação técnica, eficiência energética e distribuição de energia.

Fonte:Jornal da Energia