Grafeno pode revolucionar condução

São Paulo- O grafeno, material que promete revolucionar a fabricação de dispositivos eletrônicos, pode ter ainda mais aplicações do que se pensava.

Segundo uma nova pesquisa, nele os elétrons se movem bem mais rápido do que no silício, substância base da computação moderna.

O estudo, publicado na Nature Physics, foi liderados por Andre Geim e Kostya Novoselov, a mesma dupla que, em 2004, descobriu o grafeno na Universidade de Manchester  e, em 2010, ganhou o Prêmio Nobel pelo material.

O grafeno é um material bidimensional constituído de uma camada única de átomos de carbono arranjados em forma hexagonal – como em uma colmeia. Ele possui diversas propriedades únicas, como grande condutividade elétrica e térmica e muita força mecânica.

Desde que foi anunciado, o material vem sendo utilizado em uma série de estudos, que visam construir equipamentos mais finos e rápidos – como, por exemplo, um smatrphone que possa ser dobrado.

Na nova pesquisa, os cientistas revelaram mais detalhes sobre as suas propriedades eletrônicas ao suspenderem o grafeno no vácuo para ver quão rapidamente os elétrons poderiam fluir por ele.

Eles observaram que as interações entre os elétrons no grafeno aumentam a já alta velocidade dessas partículas material. Isso porque os elétrons dentro dele são diferentes daqueles em qualquer outro metal: eles imitam partículas sem massa – como

Segundo os pesquisadores, a descoberta deve ajudar a impulsionar ainda mais o desenvolvimento de novas tecnologias com grafeno.

Fonte : Info Abril