Bioenergia: recursos para estudo na África

DO Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) está com processo de seleção aberto para a elaboraçõ de um estudo de viabilidade de produção de biocombustíveis nos países-membros da União Econômica e Monetária do Oeste Africano (UEMOA). Segundo a chamada pública divulgada pelo BNDES, o estudo compreenderá levantamento completo, em todo o território de Benim, Burkina Faso, Cote d’Ivoire (Costa do Marfim), Mali, Níger e Togo, das condições de clima, de solo, sociais, ambientais, de mercado, de infraestrutura, de marco legal, entre outras que possam impactar a sustentabilidade e viabilidade da produção de bioenergia. O prazo de consulta prévia vai até o dia 8 de setembro.

A análise também levará em consideração os resultados dos estudos em curso de execução ou já realizados na Guiné-Bissau e no Senegal, cobrindo assim o território total dos oito países membros da UEMOA. De acordo com o banco, o resultado final deverá ser a identificação das áreas propícias para o cultivo, de maneira sustentável, das principais matérias-primas utilizadas para a produção de bioenergia.

O estudo também deverá recomendar modelos de negócio para as regiões identificadas como aptas, na forma de projetos pioneiros com grande potencial de sucesso, que poderão envolver etanol, bioeletricidade, biodiesel, biomassa sólida, ou qualquer combinação das modalidades anteriores entre si ou com a produção de alimentos, de modo a maximizar sua sustentabilidade.

Fonte: Ambiente Energia