Um algoritmo escreve o primeiro livro científico

editora britânica Springer Nature publicou o primeiro livro gerado por uma máquina, através de um algoritmo desenvolvido por pesquisadores da Universidade Goethe, na Alemanha.

O livro, intitulado Lithium-Ion Batteries, oferece uma visão geral das publicações mais recentes sobre pesquisa neste campo: um resumo estruturado e gerado automaticamente de um grande número de artigos de pesquisa atuais. Essa colaboração abre novos caminhos na publicação de publicações acadêmicas.

A pesquisa sobre baterias de íon de lítio está crescendo rapidamente, então a visão geral oferecida por esta publicação permite que os pesquisadores gerenciem informações de maneira eficiente.

Escritor Beta

O processo de criação, desenvolvido sob a direção do professor Christian Chiarcos do Laboratório de Linguagem computacional, aplicada da Universidade Goethe, é composto por vários componentes que analisam os textos.

Publicações relevantes são selecionadas e processadas automaticamente usando o algoritmo do Beta Writer de última geração. Esses trabalhos científicos, avaliados por especialistas da Springer Nature, passam por uma classificação baseada na similaridade para organizar os documentos originais em capítulos e seções coerentes.

Editores científicos e linguistas computacionais

O resultado é um conjunto de resumos concisos dos artigos organizados em capítulos. As passagens extraídas e parafraseadas dos documentos originais são referenciadas por hiperlinks que permitem aos leitores explorar o documento original com mais profundidade.

Curte o conteúdo do Energia Inteligente? Compartilhe com seus amigos e deixe sua opinião nos cometários!

 Fonte: Engenharia É
logo_pet2