Dubai inicia testes com táxis voadores autônomos

Enquanto empresas e governos de boa parte do mundo ainda se batem com relação aos carros que se dirigem sozinhos, Dubai demonstrou, mais uma vez, estar vivendo no futuro. A cidade dos Emirados Árabes Unidos realizou nesta terça-feira (26) os primeiros testes de um serviço de táxis voadores autônomos que deve ser implementado em até cinco anos.

Os veículos, semelhantes a um drone, mas com capacidade para duas pessoas, voaram por cerca de cinco minutos a 200 metros de altura e seguiram uma rota curta sobre um campo de testes. Sem passageiros, os testes tinham como objetivo atestar a autonomia, estabilidade e capacidade de pouso e decolagem dos táxis, todos quesitos em que ele se saiu muito bem, obrigado.
O experimento foi a primeira parte de um projeto desenvolvido em uma parceria entre o xeque Hamdan bin Mohammed, príncipe-herdeiro de Dubai, e as agências reguladoras de tráfego aéreo e transportes terrestres da cidade. Agora, com os resultados, eles pretendem trabalhar em certificação e regulamentação dos protótipos, de forma a caminhar na direção de um serviço que seja efetivamente implementado.

A ideia é criar uma série de rotas aéreas sobre a cidade, com pontos definidos para chegada e partida dos drones. Tudo funcionaria de maneira autônoma, com os passageiros voando sozinhos no interior do táxi aéreo, mas com controle direto a partir de uma central localizada bem no meio dos caminhos a serem seguidos pelos veículos.

Produzidos pela Volocopter, uma empresa alemã, os drones que estão sendo usados para os testes também são aqueles que serão aplicados no projeto piloto, com as devidas atualizações. A versão usada no experimento tem autonomia de voo de 30 minutos e é capaz de atingir uma velocidade de até 10 km/h, apesar de, durante o voo, a recomendação é pela manutenção dos cerca de 50 km/h. 18 rotores na parte superior garantem a redundância, bem como nove sistemas independentes de baterias sempre em funcionamento.

A expectativa das autoridades de Dubai e também do xeque que financia todo o projeto é inaugurar o sistema de táxis voadores autônomos em 2022. Além das agências governamentais locais, a Uber também escolheu a cidade para uma iniciativa semelhante, que ainda está sendo desenvolvida e deve ser apresentada em 2020.

Gostou do conteúdo? Deixe seu comentário!

Fonte : Canal Tech

logo_pet2