Conjunto de drones é capaz de abrir portas até 40 vezes mais pesadas que eles

Um grupo de cientistas da Universidade de Stanford e do Disney Research criou um tipo de drone que é capaz de trabalhar em conjunto para abrir portas até 40 vezes mais pesadas que ele.

Chamado de FliCroTug, o pequeno drone de menos de um palmo de altura foi criado com o objetivo de acessar áreas devastadas ou ajudar na busca em escombros em catástrofes.

“Os times deste drone podem trabalhar cooperativamente para desempenhar funções de manipulação mais complexas. Nós o demonstramos abrindo uma porta, mas esse tipo de ação poderia ser estendida para uma maçaneta redonda, movimento de detritos e a recuperação de um objeto importante em uma zona de desastre”, explica o aluno Marr Estrada, que encabeça o projeto na Universidade de Stanford.

O segredo está no sistema capaz não somente de empurrar, mas também puxar objetos. Para isso, o FliCroTug usa dois sistemas distintos. O primeiro calça a parte debaixo da porta e trava no chão para puxar o objeto. O segundo usa um sistema de gancho que pode ser acoplado a uma maçaneta e puxado para, de fato, abrir a porta.

A junção do drone que vira a maçaneta com o outro que puxa efetivamente para abertura faz com que ambos veículos consigam atravessar obstáculos em regiões perigosas para seres humanos, como em caso de risco de desabamentos.

O projeto ainda está em desenvolvimento por ambas instituições, mas todo estudo já foi publicado em artigo acadêmico no site da Science Robotics. Até o momento, a proposta é de que esse modelo de drone seja totalmente controlado por seres humanos, sem intenção de utilizar inteligência artificial para controle autônomo dos veículos.

Fonte: CanalTech logo_pet2