O seu ambiente de interação sobre energia e tecnologia

Posts com tag “Energia Eólica

Potencial de energia solar e eólica tem sido menosprezado

 O potencial de energia solar e eólica no Brasil tem sido menosprezado nas políticas públicas do setor energético. A avaliação de um grupo de organizações não governamentais que acompanham o setor foi divulgada hoje (12) na segunda edição do relatório O Setor Elétrico Brasileiro e a Sustentabilidade.

De acordo com o documento, com as tecnologias disponíveis atualmente para aproveitamento de energia solar, seria possível atender a 10% de toda a demanda atual de energia elétrica com a captação em menos de 5% da área urbanizada do Brasil. Os estudos apontam que, no caso da energia eólica, o potencial inexplorado chega a 300 gigawatts (GW), o que equivaleria a quase três vezes o total da capacidade instalada atualmente no país. (mais…)


Transmissão faz País perder energia, diz estudo

O trabalho foi realizado pelo Instituto Socioambiental, Amigos da Terra – Amazônia Brasileira, Greenpeace Brasil, International Rivers – Brasil, Amazon Watch e WWF Brasil

O estudo aponta que as perdas na distribuição do setor elétrico somavam 20,28% no Brasil (considerando perdas técnicas e comerciais), conforme dados de 2004

(mais…)


Pipas movimentam gerador eólico sobre trilhos

Energia cinética

Desde que as pipas começaram a ser testadas para ajudar a impulsionar navios, algumas combinações bem estranhas passaram a ser vistas com mais naturalidade pelos engenheiros.

A última ideia é combinar pipas e trens para criar uma nova forma de aproveitar a energia eólica.

O princípio é o mesmo dos esportes aquáticos, em que o surfista usa uma espécie de pára-quedas para impulsionar sua prancha.

No gerador a pipa, a energia cinética da pipa será convertida em eletricidade por um gerador móvel, girando continuamente em um circuito fechado de trilhos.

Gerador eólico sobre trilhos

O conceito está sendo testado em um projeto-piloto coordenado pelo Dr. Joachim Montnacher, do Instituto de Engenharia Industrial e Automação, em Stuttgart, na Alemanha. (mais…)


Energia eólica com a marca de R$ 3 bilhões em investimentos

Empresa alcança 347 MW de potência em operação comercial com inauguração do décimo quarto parque eólico, no Ceará

A Energimp, que pertence ao Grupo IMPSA e FI-FGTS, pôs em operação comercial o seu décimo quarto parque eólico no Brasil. Com o Parque Quixaba, no Ceará, a empresa alcança 347 MW de potência em operação comercial no País. Além do Parque Quixaba, a empresa se prepara para colocar em operação comercial outros 117 MW até o primeiro trimestre de 2013, como previsto no seu cronograma. Assim, a Energimp chega a 464 MW de potência instalada, dos 803 MW que tem contratado, tornando-se a maior empresa de energia eólica de capital fechado da América do Sul.

(mais…)


Fernando de Noronha será exemplo em energia renovável

O arquipélago de Fernando de Noronha, em Pernambuco, um dos cartões postais do Brasil, pode entrar para a história do país como o primeiro grande conjunto de ilhas totalmente abastecido por energia solar e eólica. O projeto pioneiro, ainda embrionário, está sendo desenvolvido pela usina hidrelétrica Itaipu Binacional e ganhou elogios durante a Conferência das Nações Unidas Sobre Desenvolvimento Sustentável, a Rio + 20, realizada em junho, no Rio de Janeiro.

Técnicos da Itaipu Binacional desenvolveram durante anos, em conjunto com empresas européias e centros de pesquisa, um sistema de bateria, a base de cloreto de sódio, que possui eficiência superior às baterias comuns sem provocar danos ao meio ambiente. Esse tipo de bateria consegue armazenar energia solar e eólica durante o dia sem que ocorra nenhuma perda. (mais…)


Suzlon instala turbinas com 15% a mais de capacidade no RN

A Suzlon acaba de instalar as duas primeiras turbinas do modelo S95 em uma usina eólica brasileira. Os equipamentos estão no Parque Bela Vista, localizado no município de Areia Branca, no Rio Grande do Norte. A planta contará ainda com sete turbinas S95 e quatro turbinas S88, todas de 2,1 MW, somando uma capacidade de geração de 27,3 MW. O parque deve ser entregue em novembro deste ano.

 

 

(mais…)


GE lança turbina para estimular Energia Eficiente

FlexEfficiency 60

A GE lançou nesta quinta-feira (4), no Rio de Janeiro, a tecnologia FlexEfficiency 60, uma solução a gás natural desenvolvida para atender à demandas crescentes de geração de energia. A tecnologia veio para agregar soluções ao mercado que passa por mudanças, acrescentando novos projetos renováveis, como os eólicos, mesmo que a maior parte de sua geração venha de hidroelétricas – 80%.

“Os preços de gás natural no Brasil permanecem elevados e as preocupações sobre a estabilidade da oferta mostram que é importante que esse recurso natural seja utilizado da forma mais eficiente possível. (mais…)


6 parques eólicos do Ceará ficarão prontos e inativos

   As usinas fazem parte dos 21 projetos do CE que foram arrematados no 1º leilão de energia eólica do País, em 2009

As linhas de transmissão estão sob responsabilidade da Chesf
FOTO: KIKO SILVA

Segundo dados da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel), seis parques eólicos do Ceará devem ter suas obras concluídas entre dezembro deste ano e janeiro de 2013, no entanto, por falta de linhas de transmissão, ficarão pelo menos seis meses sem funcionar, pois, somente em julho próximo (na melhor das hipóteses), a Companhia Hidro Elétrica São Francisco (Chesf), responsável por isto, deverá concluir as instalações.

   Os parques locais nessa situação fazem parte do grupo de 21 projetos cearenses que foi leiloado em 2009, no primeiro leilão da energia eólica do País. Do total de 71 usinas que foram arrematadas no Brasil naquele ano, 32 (contando com as do Ceará) sofrem com o mesmo problema. (mais…)


Turbinas eólicas verticais são melhores para o mar

Turbinas eólicas verticais são melhores para o mar

Custos eólicos

Gerar energia dos ventos nas áreas costeiras, ou mesmo bem longe do litoral, é promissor por pelo menos dois motivos importantes.

Em primeiro lugar, elimina-se um dos maiores elementos do custo de implantação de uma fazenda eólica, que é o custo da terra. Além disso, os ventos marinhos são mais estáveis e constantes do que na maioria das regiões terrestres. (mais…)


Litoral gaúcho terá parque eólico gigante

Curitiba – Santa Vitória do Palmar, no litoral sul gaúcho, vai receber um dos maiores complexos eólicos da América Latina. A ordem de serviço para o início imediato das obras de construção do Complexo Eólico Geribatu foi assinada hoje (14), no município, pela Eletrosul Centrais Elétricas, subsidiária da Eletrobras, com a fabricante espanhola de aerogeradores Gamesa. (mais…)


Brasil pode produzir 40% mais energia alternativa

 

São Paulo – Dados do Balanço Energético Nacional 2012 revelam que a energia hídrica representa mais de 81% da matriz elétrica brasileira. Mas será que essa dependência das grandes usinas hidrelétricas é realmente necessária para suprir a demanda da população por eletricidade? O novo estudo Além de grandes hidrelétricas: políticas para fontes renováveis de energia elétrica no Brasil, do WWF-Brasil, aponta que não.

(mais…)


Cinco novos parques eólicos serão construídos no Nordeste

Fazendas de vento

A diretoria do BNDES aprovou financiamento de R$ 378 milhões para a construção de cinco novos parques eólicos na Bahia e no Rio Grande do Norte.

Os recursos serão destinados à Força Eólica do Brasil, controlada pela Neoenergia e pela Iberdrola, que investirá um total de R$ 594,5 milhões no projeto, com capacidade instalada total de 150 MW. (mais…)


Brasil tenta modernizar lado verde da matriz energética

Emissões energéticas

Apesar de ter conquistado uma matriz energética equilibrada entre fontes de energia renováveis e tradicionais, o governo brasileiro tem-se empenhado para manter essa relação diante de um cenário projetado pelo aumento do consumo de energia.

Além de garantir a manutenção de sistemas, como o de produção de energia eólica e solar, os pesquisadores buscam novas fontes que poderiam complementar essa oferta para atender a crescente demanda do setor.

 

“O setor energético representa a segunda maior preocupação do governo no quesito das emissões de gases de efeito estufa, perdendo apenas para o desmatamento e agropecuária [apontados como os vilões responsáveis por 70% das emissões], explicou Ana Lúcia Doladela , diretora da Secretaria de Mudanças Climáticas e Qualidade Ambiental do Ministério do Meio Ambiente (MMA). (mais…)


Custo de construção de eólicas caiu 45% desde o Proinfa, estima BNDES

Banco também divulga ranking de fornecedores eólicos após primeiros certames com eólicas

O Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) estima que o investimento necessário para construir cada MW de um parque de geração de energia eólica no Brasil caiu 45% desde os tempos do Programa de Incentivo às Fontes Alternativas de Energia Elétrica (Proinfa). A iniciativa, lançada em 2002 pelo governo federal para contratar as primeiras usinas da fonte no País, tinha um custo médio de R$6 milhões por MW instalado. No leilão A-5 do ano passado, que viabilizou quase 1GW eólico, tal valor ficou em R$3,3 milhões por MW. (mais…)


A energia eólica é realmente competitiva no Brasil?

Por Luciano Losekann* - Desde a implantação do Programa de Incentivo às Fontes Alternativas de Energia Elétrica (Proinfa), a energia eólica tem experimentado uma trajetória de forte difusão no Brasil. Após ser a fonte de geração com maior participação no programa (1.422 MW), a energia eólica passou a ter participação crescente nos leilões de expansão do sistema elétrico brasileiro.

Primeiramente, parques eólicos foram selecionados em leilões orientados para fontes com menores impactos ambientais (leilões de reserva – LER  e leilões de fontes alternativas – LFA). Posteriormente, no leilão de expansão com antecedência de três anos (A-3) ocorrido em 2011, aproveitamentos eólicos venceram o certame competindo diretamente com as demais fontes de geração.

Por intermédio do Proinfa e dos leilões, já foram contratados 7 GW de capacidade de geração eólica no Brasil. Desse total, 1,4 GW está em operação. O Plano Decenal de Expansão de Energia (PDE) considera que em 2020 a capacidade instalada de centrais eólicas no Brasil alcançará 11 GW.

Como a tabela I ilustra, essa trajetória foi acompanhada da redução do preço médio da energia eólica negociada nos leilões e do aumento do fator de capacidade dos projetos de parques eólicos.

(mais…)


Projeto de casa une sustentabilidade e eficiência energética

Trata-se de uma casa eficiente, sustentável e inovadora, que funciona exclusivamente com energia solar, tanto térmica quanto fotovoltaica, e que está sendo montada no Instituto de Eletrotécnica e Energia (IEE) da USP. Estão programadas visitas guiadas para apresentação da casa aos interessados, além de palestras que serão realizadas na Faculdade de Arquitetura e Urbanismo (FAU) da USP.

“A casa tem aproximadamente 47 metros quadrados (m²). Ela conta com cozinha, sala de jantar, sala de estar, banheiro e quarto. O ambiente é projetado para dar flexibilidade de uso, com persianas e móveis o ambiente é alterado aumentando a área social ou a área íntima”, explica a mestranda em arquitetura Bruna Mayer de Souza, da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), e uma das integrantes da iniciativa. (mais…)


Casa do futuro une sustentabilidade e eficiência energética

A casa sustentável e energeticamente autônoma combina elementos de alta tecnologia com soluções tradicionais de arquitetura e engenharia

Com informações da Agência USP – 04/05/2012

Casa sustentável

Pesquisadores de diversas universidades brasileiras criaram o protótipo de uma casa do futuro, batizada de Ekó House, que está sendo montada na USP.

Trata-se de uma casa eficiente, sustentável e inovadora, que funciona exclusivamente com energia solar, tanto térmica quanto fotovoltaica.

“A casa tem aproximadamente 47 metros quadrados. Ela conta com cozinha, sala de jantar, sala de estar, banheiro e quarto. O ambiente é projetado para dar flexibilidade de uso.

“Com persianas e móveis o ambiente é alterado, aumentando a área social ou a área íntima,” explicou Bruna Mayer de Souza, da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), e uma das integrantes da iniciativa.

(mais…)


Turbina Eólica Transforma Ar em Água

São Paulo – A empresa Eole Water, com sede na França, criou uma nova tecnologia. Ela consegue fornecer água limpa apenas com a força do vento.

(mais…)


Setor de energia renovável encolhe na Europa

Por conta da forte crise econômica, que desencadeou no corte de subsídios em países como Espanha, Portugal e Alemanha, além do Reino Unido, o setor de energia renovável encolhe cada vez mais na Europa. Um relatório divulgado pela Comissão Nacional de Energia da Espanha (CNE), órgão regulador local, revela que não há previsão de que seja anuciada a instalação de novas usinas eólicas, a biomassa ou solares no país entre 2013 e 2015.

De acordo com o relatório, trata-se de “uma revisão para baixo do que seria esperado em instalções para período entre 2011–2015”. Segundo o CNE, devem ser instalados 97 MW de plantas fotovoltaicas este ano, mas, já em 2013, não existe a perspectiva de nenhum investimento na área.

(mais…)


Governo prevê Brasil no top 10 de energia eólica já em 2013

A EPE, órgão de planejamento do Ministério de Minas e Energia, acredita que Brasil deve terminar o próximo ano já dentro do top de geradores eólicos mundiais. Em apresentação no Brazil Wind Energy Conference, nessa segunda-feira (02/04), em São Paulo, o presidente da EPE, Maurício Tolmasquim  mostrou suas previsões para a fonte nos próximos anos. De acordo com os dados de Tolmasquim, o País já tem 7,1GW de geração a vento contratado para entrarem em operação até 2016. Com a concretização dessas usinas, o País deve saltar da 20ª para a 10ª posição no ranking dos países com mais potência eólica instalada.

A hipótese de Tolmasquim considera que os outros países do mundo mantenham o ritmo de inserção da fonte na matriz observado em 2011. Já em termos de ritmo, por megawatts instalados por ano, o Brasil deve sair de 11º para o 4º ou 5º lugar – isso porque em 2013 devem entrar no sistema elétrico brasileiro 2,3GW de parques eólicos.

(mais…)


CPFL Renováveis conclui compra de parques eólicos no Sul

Com potência instalada total de 120 megawatts, os empreendimentos estão localizados no município de Palmares do Sul

A compra dos parques ocorreu por meio da aquisição das ações das sociedades Atlântica I, II, IV e V, responsáveis pelas usinas eólicas.

São Paulo- A CPFL Renováveis, empresa de energias alternativas do grupo CPFL(Companhia Paulista de Força e Luz), informou nesta segunda-feira que concluiu na última sexta-feira a aquisição da totalidade de quatro parques eólicos da Cobra Instalaciones y Servicios, anunciada em 13 de janeiro. (mais…)


Eólica: Brasil lidera mercado na América Latina

Da Agência Ambiente Energia -  O Brasil ocupa a liderança do mercado de energia eólica na América Latina, segundo apontaram os números apresentados no Comitê Latino-Americano do Conselho Global de Energia Eólica (GWEC) durante encontro realizado no México. O país foi responsável por 50% das instalações efetuadas na América Latina em 2011, com 582,6 gigawatts (GW), e também se destaca quanto à capacidade total investida em energia eólica.

(mais…)


Google aumenta investimentos em energia eólica

A nova preferência energética do Google, que consome cerca de 2,25 milhões de megawatt-hora de eletricidade por ano, está relacionada à questão econômica. Por isso, a empresa tem aumentado seu investimento em energia eólica.

Isso acontece porque a energia gerada pelo vento é pelo menos 50% mais barata do que a solar. Mesmo assim, maior parte do investimento do Google em energia renovável é destinada aos projetos de energia solar.

No ano passado, de toda a energia consumida pelo Google, 30% era eólica. Entretanto, 917 milhões de dólares foram investidos em energia renovável e 622 milhões para energia solar.

(mais…)


Turbina eólica voadora vai buscar ventos nas alturas

Seus criadores a chamam de pipa, ela se parece com um avião, mas é na verdade uma turbina eólica voadora.

Pipa eólica

Uma empresa emergente acaba de demonstrar com sucesso que o seu projeto inovador de uma “pipa” geradora de energia funciona de verdade.

A pipa, que mais se parece com um avião, foi projetada para voar ancorada por um cabo especial, formado externamente por fibras muito resistentes, para segurar a pipa eólica, e internamente por fios condutores, para trazer a energia gerada para baixo.

Conceitualmente, trata-se de uma turbina eólica voadora, com a mesma área útil – a área das lâminas do rotor, para aproveitar os ventos – que uma turbina eólica terrestre comum. (mais…)


Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

Junte-se a 5.179 outros seguidores