O seu ambiente de interação sobre energia e tecnologia

Posts com tag “aquecimento global

Prazo para doação de crédito de carbono para Copa termina dia 18 de julho

credito-carbono-300x215Entidades interessadas em doar carbono para compensar as emissões de poluentes geradas pela Copa do Mundo de 2014 têm até o dia 18 de julho para fazer novas doações. Até agora, foram compensadas 535,5 mil toneladas de gás carbônico equivalente (tCO2eq), unidade de medição dos gases que interferem no aquecimento global. O valor ultrapassa as 59,2 mil tCO2eq estimadas para atividades como obras, uso energético nos estádios e deslocamento de veículos oficiais. (mais…)


Níveis de gás carbônico atingem marco histórico no hemisfério norte

“O tempo está acabando”, disse o secretário-geral da OMM, Michel Jarraud, em comunicado

Governos de 200 países firmaram acordo para reduzir emissões DIMITAR DILKOFF / AFP

GENEBRA

(Reuters) – Os níveis de dióxi

do de carbono por todo hemisfério norte atingiram em abril a marca de 400 partes por milhão (ppm) pela primeira vez na história da humanidade, chegando a um limiar ameaçador para as mudanças climáticas, disse nesta segunda-feira a Organização Meteorológica Mundial (OMM) nesta segunda-feira.

(mais…)


Minas e Energia aposta no uso de térmicas e nuclear

“É possível que as fontes renováveis percam participação depois de 2030, porque não teremos mais hidrelétricas de grande porte para construir”, disse secretário

size_590_canada

Rio de Janeiro – A próxima década será marcada por uma virada no planejamento energético do Brasil, que passará a dar mais peso às usinas térmicas com o esgotamento das possibilidades de se construir hidrelétricas de grande porte.

A avaliação é do secretário de Planejamento e Desenvolvimento do Ministério de Minas e Energia, Altino Ventura, que abriu hoje (14) o 5º Seminário Internacional de Energia Nuclear, no Rio de Janeiro.

(mais…)


Brasil apresenta projetos de veículos elétricos na Shell Eco-marathon Américas

energia-shell-marathon-americas

Da Agência Ambiente Energia – Cinco equipes brasileiras participam este ano da Shell Eco-marathon Américas, competição de eficiência energética que ocorre anualmente nos Estados Unidos. Entre os dias 25 e 27 de abril, mais de 1.000 estudantes vindos de Estados Unidos, Canadá, México, Guatemala e Brasil disputarão a competição que em 2013 teve o recorde de 1.525 quilômetros percorridos com apenas um litro de gasolina – o equivalente a distância entre Rio de Janeiro e Porto Alegre.

(mais…)


Descoberta nova técnica para transformar luz em eletricidade

"Você pode imaginar a tinta do seu laptop funcionando como uma célula solar para alimentá-lo usando apenas a luz."

“Você pode imaginar a tinta do seu laptop funcionando como uma célula solar para alimentá-lo usando apenas a luz.”

Um novo mecanismo para a extração de energia a partir da luz poderá tornar as tecnologias de energia solar mais flexíveis e permitir a construção de dispositivos optoeletrônicos mais eficientes para telecomunicações.

David Conklin e seus colegas da Universidade da Pensilvânia, nos Estados Unidos, trabalham com nanoestruturas plasmônicas – materiais fabricados a partir de nanopartículas metálicas – e moléculas orgânicas sensíveis à luz, chamadas porfirinas, muito usadas nas pesquisas de fotossíntese artificial.

Em 2010, a equipe conseguiu fabricar uma nanoestrutura plasmônica que gera e distribui uma corrente elétrica através de um encadeamento molecular. (mais…)


Coreia do Sul deve ganhar o primeiro edifício ‘invisível’ do mundo

160955-predio-invisivel

A prefeitura da cidade sul-coreana de Cheongna, próxima da capital Seul, autorizou a construção daquele que será o primeiro edifício invisível do mundo. Com 450 metros de altura, o prédio usará painéis de LED para exibir imagens do ambiente e, assim, criar a ilusão de ótica.

(mais…)


Estudo alerta para degelo no solo do Ártico em até 30 anos

Um estudo realizado a partir de estalagmites antigas afirma que o “permafrost”, solo permanentemente congelado do Ártico, poderia começar a derreter a partir de uma elevação das temperaturas globais de 1,5°C, em comparação com níveis pré-industriais.

Esse solo,assim, pode começar a derreter entre 10 e 30 anos, liberado gases de efeito estufa na atmosfera e agravando o aquecimento global. Essa previsão foi calculada  pela equipe chefiada por Gideon Henderson, do Departamento de Ciências da Terra na Universidade de Oxford, na Grã-Bretanha, a partir dos dados de que a temperatura global média já aumentou 0,8º Celsius após a Revolução Industrial e se a tendência atual se mantiver, o limite poderá ser alcançando em até três décadas.

“É necessário fazer um esforço urgente para reduzir os gases de efeito estufa”, alertaram os cientistas, que realizaram o estudo sobre estalagmites e estalagmites encontradas em uma gruta perto de Lensk, no leste da Sibéria.

Estes espeleotemas se formam quando a água da superfície se infiltra no teto da gruta, onde a temperatura ambiente é a mesma da superfície. Por isso, são testemunhos preciosos de uma época em que a região não era congelada. (mais…)


Emissões globais do setor energético batem novo recorde

Relatório divulgado pela Agência Internacional de Energia aponta que o setor energético global emitiu 31,6 gigatoneladas de gases causadores do efeito estufa em 2012 – 1,4% a mais do que no ano anterior. China e Japão aparecem como principais responsáveis pelo aumento recorde.

WD_nuclearpower

Cientistas da ONU já alertaram que, para conservar a vida na Terra da maneira como a conhecemos hoje, é necessário garantir que o aumento da temperatura do planeta não ultrapasse os 2ºC neste século, o que pede que haja redução de mais de 50% nas emissões globais de gases causadores do efeito estufa (GEE) até 2020. Mas, apesar dos avisos, o mundo segue na direção contrária e, mais uma vez, o setor energético bateu recorde mundial na liberação de poluentes na atmosfera.

É o que mostra o relatório Redrawing the Energy-Climate Map, divulgado nesta segunda-feira (10) pela Agência Internacional de Energia (IEA). O documento revela que, em 2012, o setor liberou 31,6 gigatoneladas de GEE – valor 1,4% maior do que o registrado no ano anterior, em 2011, quando o nível de emissões já havia sido recorde. (mais…)


Energia eólica deve superar a marca de 114 usinas elétricas até o fim o ano

fazenda_eolica1

O mundo terá turbinas eólicas suficientes para somar mais de 300 GW (gigawatts) de potência instalada — o equivalente a 114 usinas nucleares — até o final do ano, mostram números da indústria.

Apesar de Brasil, China, México e África do Sul estarem adicionando turbinas, o número representa crescimento modesto na comparação com um ano atrás, quando a capacidade total geral foi de pouco mais de 280 GW.

“A capacidade instalada de energia eólica em todo o mundo deve ultrapassar 300GW este ano”, (mais…)


Furnas inaugura usina que oferecerá energia para a Copa

furnas-20130607100634A Usina Hidrelétrica de Simplício, no Rio Paraíba do Sul, construída na divisa dos estados do Rio de Janeiro e de Minas Gerais, entrou em operação comercial hoje (6), segundo informou Furnas Centrais Elétricas.

“Com isso, poderemos oferecer mais energia limpa e renovável para o desenvolvimento sustentável do país”, disse o presidente de Furnas, Flavio Decat. Segundo ele, Simplício tem uma importância estratégica muito grande para os centros de consumo, aumentando a oferta de energia a tempo da Copa do Mundo e das Olimpíadas. (mais…)


Pico de concentração de CO2 no ar pode se tornar média mundial

000_hkg8177784

O limite histórico de concentração de dióxido de carbono na atmosfera na semana passada  pode se tornar a média anual mundial, segundo avaliação  da Organização Meteorológica Mundial (OMM).

A agência da ONU informou em um comunicado que, no ritmo de aumento atual, a média anual mundial de concentração de CO2 superará o limite das 400 partes por milhão (ppm) em 2015 ou 2016.

Um observatório, situado no vulcão de Mauna Loa, no Havaí, registrou na última quinta-feira, 9 de maio, uma concentração de CO2 de 400,03 ppm, segundo a agência americana oceânica e atmosférica (NOAA).

Embora se trate de uma medida pontual, segundo especialistas, a média anual de 2013 superará sem dúvida as 400 ppm. A última vez que o planeta registrou uma concentração de CO2 na atmosfera superior às 400 ppm foi entre 3 e 5 milhões de anos atrás, durante a era do Plioceno. A temperatura era, então, de 3 a 4 graus acima da atual. (mais…)


Fezes de cachorros gerarão energia limpa na Grã-Bretanha

fezes-de-cachoror-20130510121242Um projeto desenvolvido na Grã-Bretanha pretende transformar as fezes de cachorros em energia limpa com um baixo custo. Apelidado de “Poopy Power”, o sistema deve começar a funcionar em julho.

Segundo o jornal Daily Mail, mais de 700 mil toneladas de fezes de cães são retiradas das ruas e enviadas aos aterros sanitários britânicos em um ano (mais…)


Itaipu participa da Hora do Planeta e suspende iluminação da barragem

Neste sábado, os 747 refletores usados no espetáculo ficarão desligados. A ação faz parte da mobilização mundial pelo racionamento de energia.

Iluminação costuma ser acesa aos fins de semana.

Iluminação costuma ser acesa aos fins de semana.

Pelo terceiro ano consecutivo, a Usina de Itaipu, em Foz do Iguaçu, no oeste do Paraná, vai participar da Hora do Planeta. A ação, promovida pela rede internacional World Wildlife Foundation (WWF), faz parte da mobilização mundial pelo racionamento de energia. (mais…)


Obama renova pedidos por investimento em energia limpa

eolica-20130316152643O presidente Barack Obama renovou seu pedido pelo desenvolvimento de novas tecnologias que reduzam a dependência de combustíveis fósseis e afastem os carros e caminhões norte-americanos dos derivados de petróleo. “A única forma de rompermos este ciclo de aumento de preços da gasolina é afastar nossos carros e caminhões do petróleo para sempre (mais…)


Consumo de energia pode ter ligação com aquecimento global, diz estudo

Um estudo publicado no site da “Nature Climate Change” no último domingo (27) alega que o calor dissipado pelo consumo de energia em todo o mundo pode ser responsável pelo aumento de temperatura durante o inverno em regiões do hemisfério norte, notadamente na Ásia e na América do Norte

Segundo a pesquisa realizada por cientistas da Universidade Estadual da Flórida e da Universidade da Califórnia, a estimativa é de uma elevação da temperatura em cerca de 1º C.


Mais prazo para Protocolo de Kyoto

cop18A 18ª Conferência das Partes (COP 18) da Organização das Nações Unidas terminou na noite de sábado, 8 de dezembro, em Doha, no Qatar, com o a renovação do compromisso do Protocolo de Kyoto. A ministra do Meio Ambiente, Izabella Teixeira, destacou, em seu discurso de encerramento, que esse foi um resultado histórico. “O Protocolo de Kyoto é mais do que um documento, ele expressa a convicção de que a mudança climática exige uma ação multilateral, a abordagem baseada em regras. O Protocolo de Kyoto é o padrão de integridade ambiental”, afirmou a ministra. O Brasil exerceu importante papel para esse resultado e foi elogiado por vários países por seu desempenho nas negociações. (mais…)


Meta de redução de emissão de gases-estufa para 2020 não será cumprida, alerta ONU

As intenções da comunidade internacional para reduzir as emissões de gases-estufa estão longe do esperado. Segundo a ONU, caso não sejam adotadas medidas urgentes, o aumento médio da temperatura do planeta durante este século será de 3 a 5 graus.

 

As intenções da comunidade internacional para reduzir as emissões de gases que provocam o efeito estufa estão ainda mais longe da meta do que se pensava para cumprir um aumento máximo de 2 graus, advertiu nesta quarta-feira a ONU.

Para alcançar este objetivo seria necessário que o planeta emitisse apenas 44 gigatoneladas (Gt) de equivalente CO2 por ano até 2020, contra as 50 atualmente. Mesmo com o cumprimento das promessas mais ambiciosas, faltariam 8 Gt, ou seja, mais de 2 Gt do estimado no relatório anterior do Programa das Nações Unidas para o Meio Ambiente (PNUMA) em 2011.

“A transição para uma economia menos dependente do carbono acontece de maneira muito lenta e as possibilidades de obter um aumento máximo de dois graus caem cada ano um pouco mais”, advertiu Achim Steiner, diretor exectivo do PNUMA.

(mais…)


Volume de gases do efeito estufa na atmosfera bate novo recorde

O último boletim anual da OMM (Organização Meteorológica Mundial) sobre os gases do efeito estufa, apresentado hoje em Genebra, revelou que a concentração desses gases (principal acelerador da mudança climática do planeta) na atmosfera atingiu novo recorde histórico em 2011.

Segundo o documento, desde a era pré-industrial (1750) foram emitidos para a atmosfera cerca de 375 bilhões de toneladas de dióxido de carbono, dos quais a metade permanece na atmosfera, enquanto o resto foi absorvido pelos oceanos e pela biosfera (os seres vivos da Terra). Além disso, a presença de dióxido de carbono e de outros gases de longa duração com a propriedade de reter o calor são a causa do aumento de 30% do efeito de “reforço radiativo”, a partir do qual se explica o aquecimento do planeta. (mais…)


Meio carro, meio moto, veículo de duas rodas equilibra-se sozinho

Este slideshow necessita de JavaScript.

Embora lembre uma motocicleta, o C-1 está mais para um carro cortado ao meio.

O veículo, movido a eletricidade, é uma criação de Danny Kim e sua equipe de engenheiros da Lit Motors.

Eles descrevem seu veículo inovador exatamente assim, como um “carro cortado pela metade”. Mas logo se esquecem, e voltam a chamá-lo de “moto”.

Assista o Vídeo completo

(mais…)


NASA atesta participação do homem no aquecimento global

Estudo apontou que as ações humanas – e não a variação da radiação solar – são a principal fonte dos gases causadores do efeito estufa.

Emissões: estudo liderado pelo cientista climático da James Hansen refuta a tese de que é a radiação solar a responsável pelo aquecimento global.

São Paulo – O homem tem, sim, culpa no fenômeno do aquecimento global. Pelo menos essa é a conclusão do estudo Earth’s energy imbalance and implications (O desequilíbrio energético da Terra e suas implicações, em português), liderado pelo cientista climático James Hansen, diretor do Instituto Goddard de Estudos Espaciais da NASA (GISS) e um dos pioneiros no estudo das mudanças climáticas nos EUA. (mais…)


Metano: um perigo à espreita no degelo da Antártica

A camada de gelo do continente antártico pode ser uma fonte importante, embora esquecida, de metano, um gás efeito estufa com potencial de aquecimento global 21 vezes maior do que o do CO2. É o que sugere um relatório publicado na revista Nature por uma equipe internacional de cientistas. (mais…)


Brasil tenta modernizar lado verde da matriz energética

Emissões energéticas

Apesar de ter conquistado uma matriz energética equilibrada entre fontes de energia renováveis e tradicionais, o governo brasileiro tem-se empenhado para manter essa relação diante de um cenário projetado pelo aumento do consumo de energia.

Além de garantir a manutenção de sistemas, como o de produção de energia eólica e solar, os pesquisadores buscam novas fontes que poderiam complementar essa oferta para atender a crescente demanda do setor.

 

“O setor energético representa a segunda maior preocupação do governo no quesito das emissões de gases de efeito estufa, perdendo apenas para o desmatamento e agropecuária [apontados como os vilões responsáveis por 70% das emissões], explicou Ana Lúcia Doladela , diretora da Secretaria de Mudanças Climáticas e Qualidade Ambiental do Ministério do Meio Ambiente (MMA). (mais…)


Geoengenharia pode destruir azul do céu

Em uma pesquisa que incluiu 20 países, os resultados mostraram que o Brasil tem o céu mais azul do mundo.

Céu branco

Além dos efeitos não previstos, a ideia de injetar aerossóis na alta atmosfera da Terra para minimizar os efeitos do aquecimento global pode ter um efeito bem visível: destruir o azul do céu.  Há mais críticos do que adeptos às propostas de manipular deliberadamente o clima terrestre, que é a proposta básica da geoengenharia.

Recentemente, um experimento para testar a ideia de aspergir água do mar a uma altitude de 1 km na atmosfera, proposto por cientistas do Reino Unido, foi proibido pelas autoridades. Vários cientistas já haviam alertado que a aspersão dos aerossóis poderia ter como efeito esbranquiçar o céu. Mas agora o efeito foi quantificado. (mais…)


Bolsa Verde vai negociar crédito de carbono na Rio+20

A Bolsa Verde do Rio de Janeiro (BVRio), criada para negociar créditos de ativos ambientais, terá sua primeira operação durante a Conferência das Nações Unidas sobre Desenvolvimento Sustentável (Rio+20).

Segundo o secretário estadual do Ambiente, Carlos Minc, a primeira transação será a negociação de créditos de carbono emitidos durante o encontro internacional, que ocorrerá em junho deste ano.  (mais…)


Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

Junte-se a 5.179 outros seguidores