COP 21: Soluções para uma gestão energética eficiente

Incluir fontes limpas em sua matriz é condição fundamental para que o Brasil cumpra os acordos assumidos na Conferência do Clima

electricity-plugged-to-the-globe_shutterstock_89738425-color-print_1200x600Quem não se lembra – ou pelo menos ouviu falar – dos apagões e do racionamento de energia que atingiram o país em 2001? Os transtornos causados para a economia e para a vida de milhares de pessoas tornaram evidente a importância de uma gestão energética eficiente, responsável e com metas de longo prazo. Continuar lendo

Dilma anuncia meta para redução de emissão de gases com uso de energia renovável

dilma27.jpgSão Paulo – A presidenta Dilma Rousseff disse hoje (27), na Conferência da ONU para a Agenda de Desenvolvimento Pós 2015, em Nova York, que as metas do Brasil para redução das emissões de gases estufa são de 37% até 2025 e 43% até 2030, percentuais que tomam como base os registros de 2005. O compromisso será levado à Conferência do Clima, em Paris. Dilma afirmou que o país tem feito um grande esforço para reduzir as emissões sem comprometer o desenvolvimento.

“A Conferência de Paris é oportunidade única para construirmos uma resposta comum ao desafio global da mudança do clima. O Brasil é um dos poucos países em desenvolvimento a assumir uma meta absoluta de redução de emissões”, disse a presidenta. Continuar lendo

Especial – Entenda como funciona o Mercado de Crédito de Carbono

Créditos-de-carbono-facilitamCréditos de Carbono são certificados que autorizam o direito de poluir.  O Mercado de Carbono surgiu a partir da criação da Convenção-Quadro das Nações Unidas sobre a Mudança Climática  (UNFCCC, em inglês), durante a ECO-92, no Rio de Janeiro. Em 1997, durante uma de suas mais importantes reuniões em Quioto, Japão, foi decidido que os países signatários deveriam assumir compromissos mais rígidos para a redução das emissões de gases que agravam o efeito estufa, ficando conhecido como Protocolo de Quioto.

Continuar lendo

Prazo para doação de crédito de carbono para Copa termina dia 18 de julho

credito-carbono-300x215Entidades interessadas em doar carbono para compensar as emissões de poluentes geradas pela Copa do Mundo de 2014 têm até o dia 18 de julho para fazer novas doações. Até agora, foram compensadas 535,5 mil toneladas de gás carbônico equivalente (tCO2eq), unidade de medição dos gases que interferem no aquecimento global. O valor ultrapassa as 59,2 mil tCO2eq estimadas para atividades como obras, uso energético nos estádios e deslocamento de veículos oficiais. Continuar lendo

Níveis de gás carbônico atingem marco histórico no hemisfério norte

“O tempo está acabando”, disse o secretário-geral da OMM, Michel Jarraud, em comunicado

Governos de 200 países firmaram acordo para reduzir emissões DIMITAR DILKOFF / AFP

GENEBRA

(Reuters) – Os níveis de dióxi

do de carbono por todo hemisfério norte atingiram em abril a marca de 400 partes por milhão (ppm) pela primeira vez na história da humanidade, chegando a um limiar ameaçador para as mudanças climáticas, disse nesta segunda-feira a Organização Meteorológica Mundial (OMM) nesta segunda-feira.

Continuar lendo

Minas e Energia aposta no uso de térmicas e nuclear

“É possível que as fontes renováveis percam participação depois de 2030, porque não teremos mais hidrelétricas de grande porte para construir”, disse secretário

size_590_canada

Rio de Janeiro – A próxima década será marcada por uma virada no planejamento energético do Brasil, que passará a dar mais peso às usinas térmicas com o esgotamento das possibilidades de se construir hidrelétricas de grande porte.

A avaliação é do secretário de Planejamento e Desenvolvimento do Ministério de Minas e Energia, Altino Ventura, que abriu hoje (14) o 5º Seminário Internacional de Energia Nuclear, no Rio de Janeiro.

Continuar lendo

Brasil apresenta projetos de veículos elétricos na Shell Eco-marathon Américas

energia-shell-marathon-americas

Da Agência Ambiente Energia – Cinco equipes brasileiras participam este ano da Shell Eco-marathon Américas, competição de eficiência energética que ocorre anualmente nos Estados Unidos. Entre os dias 25 e 27 de abril, mais de 1.000 estudantes vindos de Estados Unidos, Canadá, México, Guatemala e Brasil disputarão a competição que em 2013 teve o recorde de 1.525 quilômetros percorridos com apenas um litro de gasolina – o equivalente a distância entre Rio de Janeiro e Porto Alegre.

Continuar lendo