Robô vai reger orquestra na Itália ao lado de Andrea Bocelli

Criado pela ABB, YuMi aprendeu com maestro. Ele e o tenor farão concerto de ária da ópera ‘Rigoleto’, de Verdi.

Um robô vai reger uma orquestra e dividirá o palco com o tenor Andrea Bocelli em uma apresentação em Pisa, na Itália.

O concerto ocorrerá em 12 de setembro durante o Festival Internacional de Robótica. Criado pela empresa ABB, o robô assumirá a batuta diante da Orquestra Filarmônica de Lucca. Chamado de YuMi, ele é constituído de dois braços articulados, que são acoplados em um corpo metálico.

Enquanto YuMi dirige a orquestra, o tenor italiano Andrea Bocelli cantará “La Donna è Mobile”, uma ária da ópera “Rigoletto”, de Giuseppe Verdi.

Para não fazer feio, o robô ensaiou com o maestro italiano Andrea Colombini antes da apresentação.

” O papel do regente é compartilhar uma visão de trabalho da música, definir um tom e moldar as diversas vozes dos músicas em uma única expressão a serviço do compositor “, afirma Colombini.

O treinamento de YuMi foi feito em duas etapas. Na primeira, ele seguiu os movimentos do maestro Andrea Colombini. Registrou todas as nuances dos gestos, que foram transformados em linguagem de programação.

Na segunda, o software que serve como cérebro do YuMi é aperfeiçoado para que seus movimentos estejam sincronizados com a música.

Ainda que uma máquina seja capaz de reger músicos de carne e osso, o maestro Colombini sobre a capacidade de um amontoado de circuitos integrados assumirem as rédeas da produção e interpretação cultural.

” É claro que o YuMi é bom quando se trata da técnica, mas não é abençoado com o dom da sensibilidade humana. O robô usa seus braços, mas a alma, o espírito, sempre vem de um humano. Eu imagino que os robôs podem servir como um ajudante, talvez para executar, na ausência do regente, o primeiro ensaio, antes do diretor aparecer para fazer os ajustes que resultem na interpretação material e artística da música.”
Gostou da notícia ? Deixa seu comentário !
Fonte: G1

logo_pet2