Fundador do Google promete veículos voadores no mercado até o final do ano

O novo projeto de Larry Page, um dos fundadores do Google e CEO do Alphabet, quer tirar do papel a ideia de carros voadores. E o primeiro passo já foi dado. De acordo com um anúncio realizado nesta semana, a Kitty Hawk promete que seus veículos voadores estarão no mercado até o final deste ano.

A empresa será liderada por Page e Sebastian Thrun, cientista da computação que trabalhou como um dos criadores do Stanley, um carro com direção autônoma. Em um tweet publicado hoje, Thrun afirmou que a empresa “vai mudar o futuro do transporte pessoal”.

O veículo pesa quase 100 kg e conta com oito hélices, que são alimentadas por uma bateria. A empresa revela que, por seu design e seu peso leve, será possível pilotar o veículo sem nenhum tipo de licença de acordo com a agência de aviação dos Estados Unidos, a FAA. No entanto, esta licença também prevê que os veículos só podem ser usados em áreas pouco povoadas.

A única demonstração pública do modelo, no entanto, fazem com que o Kitty Hawk se assemelhe mais a um jetski do que a um carro convencional, já que ele só foi apresentado flutuando sobre a água. De fato, o FAQ do dispositivo afirma categoricamente que ele não pode ser usado sobre terra e em áreas urbanas.

Apesar das restrições, o anúncio é animador pelo que ele representa para o futuro. A empresa ainda tem a meta clara de criar carros voadores que possam ser usados para aliviar o trânsito em grandes centros urbanos, e o Flyer é o comecinho desta proposta.

Quem desejar testar o produto pode se inscrever em um site pagando US$ 100 para, a partir daí, entrar na lista de próximos compradores. A inscrição garante acesso a informações antecipadas e um desconto de US$ 2.000 na compra, o que sugere que seu preço final pode superar a casa dos US$ 100 mil.

Confira um protótipo do veículo da Kitty Hawk:

Fonte : Olhar Digital