Londres deverá ter sistema de transporte com zero-emissão até 2050

Com a pressão de diversos governos ao redor do mundo em reduzir cada vez mais a emissão de poluentes, Sadiq Khan, o prefeito da cidade de Londres, quer que a capital também surfe essa onda e já deixou claro seu desejo de que todo o sistema de transporte da cidade tenha taxa zero até 2050.O objetivo foi definido em um documento que está sendo formulado, chamado de “Transport Strategy” (“Estratégia de Transporte”), que vai ser submetido à consulta pública. Por se tratar de um objetivo de longuíssimo prazo, o prefeito tratou de estabelecer alguns passos importantes que devem ser seguidos até lá: táxis e veículos de aluguel privado deverão ser capazes de ter zero emissão até 2033, com os ônibus e demais veículos sendo convertidos até 2037 e 2040, respectivamente.

A primeira área a entrar na onda de eliminar totalmente as emissões seria a porção central de Londres, em 2025, passando para uma área maior em 2040 até alcançar toda a cidade em 2050.

“Emissões em decorrência do sistema de transporte podem arruinar as ruas, prejudicando a saúde das pessoas e contribuindo para as mudanças climáticas tanto agora quanto no futuro”, explicou o político no documento.

O plano é uma antecipação ao crescimento massivo da cidade, que deverá ter 10,5 milhões de habitantes até 2041. “Londres deve atender aos limites legais de poluição o quanto antes. Isso requer uma introdução antecipada e a expansão de uma Zona de Emissões Ultrabaixas e garantir que os serviços públicos liderem a iniciativa”, concluiu.

Fonte: Tecmundo

logo_pet2