Esta cidade flutuante vai ser completamente auto-sustentável

Sabemos que a primeira cidade flutuante do mundo se aproxima da sua conclusão, designers como Pierpaolo Lazzarini começaram também a elaborar suas próprias sociedades utópicas marítimas.

O designer italiano recentemente revelou a Wayaland, uma comunidade flutuante auto-sustentável que tem o formato de piramides e que são movidos a energia solar e eólica. Lazzarini espera transformar o esquema futurista em realidade com uma campanha de crowdfunding que oferece às pessoas a chance de ficar em um módulo flutuante ainda por completar por € 1.000 ($ 1.200) por noite.

Inspirados pela antiga arquitetura maia, os prédios piramidais possuem módulos pré-fabricados empilhados que podem ser adaptados para uma variedade de finalidades, de moradia a entretenimento. Alimentado por energia solar e eólica, cada estrutura relativamente leve seria construída a partir de uma combinação de fibra de vidro, carbono e aço. O porão flutuante submerso abrigaria o motor que impulsiona os edifícios, o armazenamento de energia e outros equipamentos de serviço, como dessalinizadores.

A campanha de crowdfunding quer conseguir € 350.000 (US $ 423.000), a quantia que ele diz ser necessária para construir o The Waya Suite, um módulo flutuante residencial de mais de dois andares com uma data de entrega prevista para 2022.

Fonte: Engenharia É

logo_pet2