GE anuncia maior contrato de serviços de geração de energia na América Latina

A GE acaba de anunciar o seu maior contrato de serviços de geração de energia na América Latina. O acordo fechado com a Petrobras atenderá geradores de 11 usinas espalhadas por todo o Brasil, que juntas geram 4,3 GW, suficiente para gerar energia para 57 milhões de brasileiros.

O negócio, de quatro anos, inclui inspeções, peças e reparos de 20 turbinas a gás GE (quatro 6FA, seis 7FA, 10 GT11N2), 21 turbinas a gás aero-derivadas GE LM6000, 3 turbinas a vapor GE e 13 geradores da GE.

A plataforma Fleet360* da GE, que oferece soluções completas para usinas, ajudará a Petrobras na execução segura e de longo prazo de paradas programadas para inspeções e reparos em suas plantas. Com o cronograma cumprido à risca a geração de energia das plantas não é afetada, o que evita que interrupções inesperadas e blackouts aconteçam.

“A Petrobras é uma empresa integrada de energia, com foco em óleo e gás, compromissada com a eficiência de seus investimentos e redução de custos sem comprometer as metas de segurança e produção”, afirma Alexsandro Silva, gerente geral de Suporte à Operação de Ativos de Energia da Petrobras. “Trabalhamos com a GE há vários anos para garantir o alto desempenho dos ativos de geração de energia em nossas fábricas. Estamos satisfeitos com essa experiência única de transação, que nos ajudará a realizar nossas interrupções programadas, além de aumentar significativamente nossas economias em manutenção”, explica.

Para conquistar esse acordo, que conta com processos logísticos desafiadores por conta da localização remota de algumas plantas, a GE mobilizou cerca de 300 profissionais da indústria. “Contamos com pessoas de diferentes áreas de atuação para compor um time que vai de gerenciamento de negócio, tributos, impostos, importação, exportação, logística, entre outras áreas”, explica Marcio Delorenzo, diretor de vendas da GE para a América Latina.

“Esse é o nosso maior contrato de serviços de geração de energia na América Latina. Ele reforça nosso compromisso com os negócios e nosso foco em trabalhar com nossos clientes para encontrar as soluções adequadas para atender às suas necessidades”, explica Daniel Meniuk, Gerente Geral da GE para Brasil e Cone Sul. “Pensamos cuidadosamente em cada momento de execução e estabelecemos processos internos necessários para chegarmos ao nosso objetivo”, comenta. O contrato prevê uma redução de 25% nos custos operacionais e de manutenção da Petrobrás nos próximos quatro anos.

O trabalho da GE nas usinas já começou. Muitas das manutenções menores, que duram até sete dias, já foram realizadas. Já as grandes paradas, que podem durar de 50 a 60 dias e servem para desmontar maquinário, trocar peças e até equipamentos inteiros, devem ser iniciadas em julho desse ano.

Ao todo serão cerca de 120 pessoas mobilizadas a cada dois meses, entre equipe de campo, e diretos e indiretos da GE para executar todos os processos. “Tivemos que nos adequar para a demanda do cliente. Contratamos profissionais, realizamos treinamento para que soubessem lidar com cada tipo de tecnologia. Teremos basicamente um time dedicado para esse contrato”, esclarece Márcio.

Ao total serão mais de 20 mil componentes reparados. As peças, que são reaproveitadas, irão para outro país e voltam, dentro do prazo acordado, em condições de atuar na máquina.

“Nosso trabalho está totalmente alinhado com o momento de nova gestão da Petrobras: desenvolvemos um projeto com o menor custo possível, que entrega qualidade, segurança e excelência na execução”, explica Daniel. “Buscamos sempre ajudar nossos clientes a se manterem competitivos no cenário energético que está em constante evolução. Hoje, a frota instalada da GE é responsável por mais de 33% de toda a energia produzida no país, o que equivale a mais de 47 GW”, finaliza.

Fonte: GE Reports