Cidades do interior mineiro atraem investimentos em energia fotovoltaica

placasCidades do Alto Paranaíba e Noroeste do estado estão entre as principais regiões de Minas Gerais a receber investimentos em geração de energia elétrica fotovoltaica. De acordo com as informações do governo de Minas, uma usina solar deve ser instalada em Coromandel. Já em Vazante a unidade será uma das primeiras a iniciar as atividades.

Conforme informado pela assessoria de imprensa da Secretaria de Estado de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável (Semad), a usina fotovoltaica de Coromandel recebeu licença prévia do Conselho Estadual de Política Ambiental (Copam) no fim do mês passado.

A empresa responsável é a Solatio Brasil Gestão Projetos Solares que ainda não formalizou o pedido da licença de instalação junto à Secretaria. O G1 entrou em contato com a empresa para saber mais detalhes sobre o investimento, mas não obteve retorno até a publicação da matéria.

“Estamos bem otimistas com isso porque vai gerar empregos e impulsionar bastante nossa economia”.Disse o secretário municipal, Freude Franco.

O secretário municipal de Desenvolvimento Econômico de Coromandel, Freude Franco Marra, informou que a área a ser ocupada para a instalação da usina fica na zona rural e é de aproximadamente 200 hectares. “Acredito que o projeto deve estar caminhando a passos largos, mas a nossa última movimentação foi no início de abril. Estamos bem otimistas com isso porque vai gerar empregos e impulsionar bastante nossa economia”, disse.

Freude reforçou que a Prefeitura vem fazendo o que está ao alcance para que a empresa se instale na cidade e que, até então, não há nenhum impedimento legal para a construção da usina.

Leilão de energia fotovoltaica
Um levantamento solar foi realizado para comprovar o potencial de geração de energia fotovoltaica e, também, identificar as áreas propícias no território mineiro para instalação de parques de geração de energia elétrica por fonte solar. A partir do mapeamento, o governo vai promover o primeiro leilão para instalação de 200 MWp de energia solar fotovoltaica, contribuindo para a realização de novos investimentos em energia renovável e diversificação de nossa matriz energética.

A assessoria de comunicação da Secretaria de Estado de Desenvolvimento Econômico (Sede) ressaltou que a quantidade de 200 megawatts-pico – energia suficiente para abastecer o consumo de aproximadamente 120 mil famílias – será viabilizada com a instalação de no mínimo seis parques fotovoltaicos, com investimento total estimado em R$ 1 bilhão.

Além disso, o leilão também permitirá a instalação de uma indústria para que os painéis fotovoltaicos sejam montados em Minas, com investimento estimado em R$ 100 milhões. O Leilão está previsto para ocorrer no segundo semestre deste ano, com a determinação de que as usinas entre em operação até o fim do ano de 2017.

Fonte G1 Logo Pet 2