Drone ‘espião’ brasileiro pode prevenir situações de perigo

Drones se popularizaram por oferecerem novas maneiras de fotografar e filmar, mas o VANT (Veículo Aéreo Não-Tripulado) 200FH, desenvolvido no Brasil, mostra que esse tipo de máquina pode servir para uma série de outras atividades. O modelo vem com tecnologia de ponta para rastreamento de locais e pessoas.

O 200FH é um drone voltado para uso militar ou agroindustrial, diferentemente da maioria dos modelos da DJI, por exemplo. Ele é ideal tanto para missões de defesa e segurança pública quanto para uso comercial no agronegócio, logística e infraestrutura.

Equipado com hardware avançado, o drone brasileiro é voltado para tarefas de monitoramento em tempo real. Ele é alimentado por combustível aeronáutico (gasolina ou querosene), tem capacidade de carga de até 50kg e pode ser monitorado em uma distância de até 100KM. O FT-200 conta com sensores de imagem com estabilização eletrônica e óptica, além de infravermelho, para reconhecer de longe um alvo de interesse. A máquina pode ser usada para obter dados geoespaciais em fronteiras e centros urbanos.

Em situações de perigo, o drone aciona medidas que permitem funcionar e realizar um pouso seguro mesmo quando não há comunicação com o controle da operação. O helicóptero ainda pode, em situações de emergência (como uma tentativa de roubo da carga), monitorar e filmar toda a ação, possibilitando que o dono acione equipes de segurança e a polícia para efetuar o resgate.

De acordo com a FT Sistemas, sediada em São José dos Campos (SP), o projeto foi encomendado pelas Forças Armadas Brasileiras e durou 10 anos, com mais de R$ 9 milhões em investimento. Recentemente, a mesma empresa forneceu drones para as operações militares nos Jogos Olímpicos Rio 2016.

Fonte: TechTudo