O seu ambiente de interação sobre energia e tecnologia

Robótica

Robô que pode ajudar paraplégico a dar chute na Copa é testado no país

O neurocientista brasileiro Miguel Nicolelis está à frente do projeto do ‘robô’ que possibilitará que um brasileiro com paralisia possa andar e dar o tão esperado chute na abertura da Copa do Mundo.

 

Faltam 53 dias para um acontecimento que pode ser um grande marco da ciência, especialmente da ciência do Brasil.

Se tudo der certo, um jovem com paralisia nas pernas vai ficar em pé, andar e chutar uma bola, na abertura da Copa do Mundo! À frente desse projeto internacional, um brasileiro: o neurocientista Miguel Nicolelis.

(mais…)


Músico ciborgue toca acompanhado por prótese robótica

A primeira baqueta é controlada pelos músculos do músico, enquanto a segunda "ouve" a música e improvisa um acompanhamento.

A primeira baqueta é controlada pelos músculos do músico, enquanto a segunda “ouve” a música e improvisa um acompanhamento.

Robô músico

Inicialmente o professor Gil Weinberg, da Universidade Geórgia Tech, nos Estados Unidos, criou uma banda de robôs músicos.

Quando aprimorou os controles desses robôs, ele percebeu que estava a um passo de transformar seus robôs em próteses que pudessem ser implantadas diretamente em seres humanos.

Weinberg então se juntou a Jason Barnes, um baterista que foi eletrocutado há dois anos, perdendo o braço direito, e que já havia criado um dispositivo primário, mas que não permitia controlar o ritmo das batidas. (mais…)


Pesquisador fala sobre ciclo virtuoso da impressão 3D

O professor Joshua Pearce é um dos grandes divulgadores da Era das Máquinas Livres.

O professor Joshua Pearce é um dos grandes divulgadores da Era das Máquinas Livres.

A impressão tridimensional (3D)está se conjugando ao acesso à internet, ao software livre e ao design em uma filosofia que gera um ciclo tecnológico e econômico que se retroalimenta.

A avaliação é do pesquisador Jorge Vicente Lopes da Silva, do Centro de Tecnologia da Informação Renato Archer (CTI), que classifica como “vertiginoso” o ritmo desse avanço em todas as áreas.

“No movimento do design livre, ou projeto livre, você projeta um componente, peça, objeto ou seja lá o que for e o coloca na rede para que outros possam usá-lo e modificá-lo”, explica ele. (mais…)


Menor motor a combustão do mundo cabe em um chip

Os pesquisadores suspeitam que o hidrogênio e o oxigênio entram em combustão, gerando água novamente, embora haja a possibilidade da existência de passos adicionais nesse processo.

Os pesquisadores suspeitam que o hidrogênio e o oxigênio entram em combustão, gerando água novamente, embora haja a possibilidade da existência de passos adicionais nesse processo.

Motor a hidrogênio ou motor elétrico?

As baterias resolvem bem os problemas dos aparelhos eletrônicos, mas a miniaturização de equipamentos mecânicos exige outros tipos de acionamento.

Para esses casos, uma equipe de pesquisadores da Rússia, Holanda e Alemanha criou um novo tipo de micromotor a combustão.

O projeto é tão inovador e surpreendente que os pesquisadores confessam que não sabem exatamente como ele funciona: no artigo científico, eles descrevem como eles “acreditam” que ele funciona. (mais…)


Brasil vai lançar nanossatélite científico de baixo custo

Depois da perda do multimilionário satélite CBERS-3, feito em parceria com a China, o Brasil se prepara para lançar um novo artefato espacial, dessa vez com custo inferior a R$ 800 mil. É o NanoSatC-Br1.

(mais…)


Abelhas ciborgues carregam mochilas com sensores

O “sensoriamento de enxame” vai permitir detectar riscos de biossegurança. [Imagem: CSIRO]

Insetos robóticos

Os insetos ciborgues já causaram alguma polêmica, sobretudo quando foram usados para brincadeiras.

Agora, cientistas australianos estão equipando milhares de abelhas com “mochilas eletrônicas”, transformando-as em autênticos sensores vivos.

(mais…)


Nanotecnologia reproduz sensibilidade dos bigodes dos gatos em robôs

39614440125124518-t640

Um grupo de pesquisadores do Berkeley Lab e da University of California de Berkeley está tentando reproduzir a sensibilidade dos bigodes dos gatos através da nanotecnologia. A ideia é fazer com que os robôs e aparelhos eletrônicos do futuro tenham mais e melhores recursos sensoriais. (mais…)


Circuitos eletrônicos ultrafinos aderem a qualquer superfície

Circuitos eletrônicos adesivos

010110140117-transistores-folhaCircuitos eletrônicos não precisam mais ser montados em placas de circuitos impressos duras e rígidas.

Giovanni Salvatore e Niko Münzenrieder, do Instituto Federal de Tecnologia de Zurique, na Suíça, demonstraram isso em um exemplo extremo.

A dupla criou transistores na forma de uma membrana ultrafina, que adere como cola a virtualmente qualquer superfície.

O objetivo da equipe, coordenada pelo professor Gerhard Troster, é desenvolver circuitos eletrônicos inteiramente flexíveis, que possam se adaptar às superfícies mais irregulares, de tecidos e roupas à pele humana.

(mais…)


Menor turbina de vento do mundo aproveita até sua respiração

010115140115-micro-turbina-vento

Cabem 10 microturbinas eólicas sobre um grão de arroz. Na foto, uma delas aparece sobre uma moeda de um centavo de dólar

Menor turbina de vento do mundo

Turbinas eólicas costumam ser cata-ventos gigantescos, com muitas centenas de metros, para capturar vento suficiente para gerar quantidades apreciáveis de energia.

maior turbina eólica do mundo, por exemplo, ao girar, desenha um círculo de 154 metros de diâmetro.

Mas por que desperdiçar as brisas, e mesmo o ar da respiração, se há ocasiões em que se necessita de muito pouca energia?

Smitha Rao e seus colegas da Universidade do Texas, nos Estados Unidos, decidiram construir uma turbina de vento liliputiana, que possa ser usada para soprar energia para aparelhos muito pequenos, como sensores ou mesmo celulares e outros aparelhos móveis. (mais…)


Conhecendo o Intel Edison

8455013179184638-t640

À primeira vista, o Edison não chama muita atenção. Afinal de contas, não parece ser nada além de um simples cartão SD transparente.
A verdade é que o pequeno chip é muito mais que isso: ele é um computador inteiro. O Edison possui uma série de recursos de processamento e comunicação importantes que garantem a ele a habilidade necessária para movimentar os mais diversos tipos de gadgets e aparelhos eletrônicos.

(mais…)


Comunicação molecular envia mensagens onde ondas não chegam

Comunicação química

Um sistema inovador de comunicação molecular transmitiu mensagens quimicamente em ambientes onde outras tecnologias de comunicação não funcionam a contento.

A técnica tem uma ampla gama de aplicações, sobretudo em ambientes onde as ondas eletromagnéticas não podem ser utilizadas, como em estruturas subterrâneas, tais como túneis, minas, oleodutos ou em ambientes submarinos.

A sinalização molecular, ou sinalização química, é comum entre plantas e animais – insetos usam feromônios para sinalizações de longo alcance, por exemplo – mas até hoje ninguém havia usado essa técnica para a transmissão contínua de dados. (mais…)


Cubos robóticos movimentam-se por “força interior”

010180131218-cubos-roboticos-automontantes

Protótipo do robô modular, mostrando sua roda voadora, aqui deixada de fora para ilustração

John Romanishin é um sujeito criativo e persistente.

Ele idealizou uma forma de criar robôs que se montam sozinhos a partir de pequenos blocos simples.

O conceito é antigo, e já foi demonstrado de diversas formas, mas Romanishin queria algo que fosse ainda mais simples do que o que já existia, e que desse resultados mais complexos do que os que já foram alcançados.

Ele mostrou a ideia para “papas” da robótica, como Daniela Rus e Hod Lipson, e ambos disseram: “Isto não pode ser feito”. (mais…)


Drones do bem vigiam o trânsito e monitoram enchentes

010180131204-octoptero-transito-1

 

Os drones do bem vão “espionar” coisas como acidentes de trânsito, congestionamentos e rios que podem transbordar a qualquer momento. [Imagem: Fernanda Vilela/ICMC]

O site de varejo Amazon causou estardalhaço ao anunciar que está pensando em adotar drones para fazer suas entregas.

Já há algum tempo os pesquisadores na área afirmam que os quadricópteros podem substituir os carteiros e motoboys.

E eles podem fazer muito mais, segundo pesquisadores do Instituto de Ciências Matemáticas e de Computação (ICMC) da USP, em São Carlos (SP).

Duas alternativas que estão sendo testadas pelos pesquisadores brasileiros envolvem o monitoramento do trânsito e a prevenção de enchentes.

(mais…)


Robô-tartaruga ajudará arqueólogos a inspecionar naufrágios

010180131128-robo-tartaruga-2Robô-tartaruga

Os criadores deste robô afirmam ter-se inspirado no princípio de locomoção das tartarugas, embora tenham lhe dado o nome de U-Cat.

A intenção foi construir um robô de pequeno porte e totalmente manobrável, para que ele possa entrar no interior de embarcações naufragadas.

O robô leva uma câmera, e as imagens de vídeo podem ser usadas para reconstruir o ambiente virtualmente, permitindo a identificação de objetos e o planejamento de missões de mergulhadores.

(mais…)


Impressão 3D: Fábrica doméstica já é economicamente viável

Depois da computação pessoal, agora chegou a vez da "produção pessoal".

Depois da computação pessoal, agora chegou a vez da “produção pessoal”.

Fábricas domésticas

No passado, um executivo de uma grande empresa da área previu que haveria mercado para 10 computadores em todo o mundo.

Bem mais tarde, após o lançamento dos computadores pessoais, um colega seu de outra empresa afirmou que não via razões para que houvesse um computador em cada residência.

Com base nessas lições, é melhor dar mais atenção à previsão de que logo cada pessoa poderá ter sua própria “fábrica doméstica”, na forma de uma impressora 3D. (mais…)


Toro, o robô que vai andar em ambientes desconhecidos

O objetivo é desenvolver um robô capaz de operar de forma independente, flexível e segura em um ambiente novo e desconhecido.

O objetivo é desenvolver um robô capaz de operar de forma independente, flexível e segura em um ambiente novo e desconhecido.

Quando se trata de construir um robô humanoide, o jeito alemão de fazer as coisas não foge de sua praticidade característica.

Tudo começou em 2005, com um braço robótico ultraleve e flexível, um braço que nasceu pronto para ser usado na indústria – onde ele efetivamente já é usado.

Em 2009, dois desses braços e uma câmera foram suficientes para criar Justin, um robô fixo.

Em 2011, Justin ganhou mobilidade por meio de uma plataforma com rodas, tornando-se um dos primeiros robôs a serem controlados a partir da Estação Espacial Internacional.

Agora, as rodas deram lugar às pernas, marcando o nascimento do robô humanoide Toro (TOrque controlled humanoid RObot), um robô completo, com antebraços e mãos dotados de sensores e juntas flexíveis que permitem que ele responda ao seu ambiente com uma sensibilidade excepcional.

(mais…)


IBM aprende como programar processadores inspirados no cérebro

Computadores que aprendem

Os processadores neuromórficos partem de componentes que imitam os neurônios e pretendem chegar à reprodução da forma de funcionamento do cérebro.

Os processadores neuromórficos partem de componentes que imitam os neurônios e pretendem chegar à reprodução da forma de funcionamento do cérebro.

Em 2011, a IBM apresentou os seus primeiros processadores cognitivos.

Apesar de terem sido anunciados como sendo processadores “capazes de aprender”, logo ficou bem claro que as coisas não eram tão simples.

O problema é que os processadores cognitivos são tão diferentes dos processadores eletrônicos tradicionais que programá-los mostrou-se uma tarefa mais difícil de aprender do que parecia – é muito difícil dizer a eles o que aprender.

“Os programas não eram nem um pouco intuitivos e extremamente difíceis de debugar. A situação parecia sem esperança,” confessa Dharmendra Modha, coordenador do projeto.

Mas dois anos de trabalho intenso foram suficientes para reacender as esperanças: a equipe de Modha esqueceu a forma tradicional de fazer software e desenvolveu uma nova forma de programar.

Como são maciçamente paralelos, os processadores cognitivos precisam primeiro aprender como coordenar seus diversos blocos para que eles operem em conjunto e deem resultados que façam sentido.

Depois disso, basta criar blocos com as funcionalidades desejadas. (mais…)


Robô falante japonês vai ao espaço em missão histórica

O robô humanoide Kirobo é projetado para navegar em gravidade zero

O robô humanoide Kirobo é projetado para navegar em gravidade zero

Kirobo, um pequeno robô com botas vermelhas e o corpo preto e branco, foi lançado do Japão para a Estação Espacial Internacional para testar como as máquinas podem ajudar os astronautas com seu trabalho.

O robô de língua japonesa, equipado com tecnologia de voz e de reconhecimento facial, foi embalado juntamente com toneladas de suprimentos e equipamentos para a tripulação da base de pesquisa orbital. (mais…)


Veículos sem motorista já circulam em campus da USP

010170130802-carina1

O sistema de navegação autônoma CaRINA 1 foi instalado em um veículo elétrico do tipo usado em campos de golfe.[Imagem: Projeto CaRINA]

Motorista sobressalente

Já são três os veículos sem motorista desenvolvidos no Instituto de Ciências Matemáticas e de Computação (ICMC) da USP, em São Carlos (SP).

Os testes estão sendo realizados dentro do campus, pois não é permitida a circulação de veículos sem motorista em vias públicas, por razões de segurança.

“As vias do local oferecerem uma boa representação do ambiente urbano e a possibilidade da realização de experimentos controlados, que seguem todos os protocolos de segurança,” explica o professor Fernando Osório, um dos coordenadores do projeto Carro Robótico Inteligente para Navegação Autônoma (CaRINA).

(mais…)


Japão desenvolve estacionamento automático para guardar bicicletas

Estacionamento-subsolo-japao

Por causa da crônica falta de espaço em Tóquio, capital do Japão, os japoneses      desenvolveram um     sistema revolucionário para guardar suas bicicletas. Através de um  grande depósito subterrâneo, com 11,5 metros de profundidade, qualquer cidadão  pode simplesmente depositar seu veículo em um elevador, que automaticamente aloja-  a em uma das 204 vagas disponíveis do bicicletário.

Cada bicicleta possui um chip, cujos dados também são armazenados no cartão do usuário, portanto ele é usado para guardar e retirar o veículo. Rapidamente você pode ter de volta sua bicicleta, que ficou segura da variação de temperatura, e protegida.

EUA apresentam robô humanoide para atuar em emergências

A Darpa, agência de desenvolvimento tecnológico do Departamento de Defesa dos Estados Unidos, apresentou seu robô Atlas.EUA apresentam robô humanoide para atuar em emergências

Com dois braços, duas pernas, 1,80 metro de altura e 150 quilos, tem o que seus criadores chamam de “antropometria quase humana”.

O robô está sendo desenvolvido para atuar em situações de emergência onde atividades normalmente desempenhadas pelo corpo humano – como acionar alavancas, apertar botões ou abrir portas – são necessárias, mas onde pessoas de carne e osso não teriam chance de sobreviver, como acidentes graves eminstalações nucleares. (mais…)


Robô esférico inspeciona lavouras em agricultura de precisão

010180130711-rosphere-1Robô agricultor

Rodas são muito boas para estradas bem conservadas.

Mas Juan Hernández e seus colegas da Universidade Politécnica de Madri, na Espanha, queriam construir um robô capaz de andar no meio da lavoura, um agrobot, que fosse bem menor e mais barato do que um trator robotizado.

A saída encontrada foi construir um robô esférico, adequadamente batizado de Rosphere. (mais…)


Microfone óptico ouve com luz

Esta é a parte do microfone fabricada em uma pastilha de silício. O laser é montado na parte inferior

Esta é a parte do microfone fabricada em uma pastilha de silício. O laser é montado na parte inferior

Os microfones não parecem estar apenas dando alguns passos: eles parecem estar passando por um verdadeiro renascimento.

Depois de usar microfones para mapear salas, e eventualmente espionar você, cientistas agora deram “poderes ópticos” aos microfones.

Além de ficarem hipersensíveis ao som, a incorporação da tecnologia óptica deu um senso de direção aos microfones.

“Pense nos equipamentos de videoconferência tradicionais. Várias pessoas estão sentadas em torno da mesa, mas o microfone foi colocado de tal forma que sua recepção do som fica abaixo do ideal. Com a nova tecnologia, um microfone será capaz de ‘ver’ de onde o som vem, pegar a voz da pessoa que está falando, e filtrar as outras fontes de ruído na sala,” explica Matthieu Lacolle, do instituto Sintef, na Noruega. (mais…)


Nanoeletrônica aposta em metais nos transistores

010110130627-transistor-ambipolarTransistores reconfiguráveis

Os circuitos integrados – ou chips, dos quais os processadores de computador são os representantes mais avançados e mais conhecidos – são feitos de componentes chamados transistores, que estão se tornando cada vez menores.

Tipicamente os transistores têm três “pernas”, ou eletrodos – um emissor, um coletor e uma base, sendo que a tensão aplicada a um deles controla a corrente elétrica que flui entre os outros dois. (mais…)


Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

Junte-se a 4.154 outros seguidores