CPFL expande programa de rede inteligente

     A Silver sao-pauloSpring Networks e a CPFL Energia,   anunciam uma extensão do seu programa de rede inteligente, com a modernização do seu programa de Automação de Distribuição em cidades do interior do estado de São Paulo.

     A expansão do programa de rede inteligente da CPFL utiliza o investimento já realizado na plataforma de rede mesh da Silver Spring, implantada para a Fase 1 da infraestrutura de Medição Avançada para clientes do chamado Grupo A (maiores clientes comerciais e industriais) da área de cobertura das oito empresas de distribuição do grupo CPFL. Continuar lendo

LG mostra conceito de TV com menos de 1 milímetro de espessura

tvA LG Display, divisão da coreana responsável pelo desenvolvimento da tecnologia de telas da empresa, apresentou um novo conceito de televisor: uma TV OLED tão fina que serve como “papel de parede”, com menos de 1 milímetro de espessura.

Em evento para a imprensa coreana, a LG apresentou o conceito da TV ultrafina, com 55 polegadas que pesa apenas 1,9 quilo. Usando uma esteira magnética, ela pode ser “colada” na parede; para remover, basta separá-la do ímã.

Continuar lendo

Especial – Automação residencial: tecnologia e bem estar

i290803A casa inteligente conta com projetos adaptados a modernas tecnologias da construção civil, incluindo produtos, sistemas e equipamentos integrados e personalizados para diversos ambientes.

As moradias projetadas com o uso da tecnologia residencial garantem economia de energia, maior segurança, comodidade e interatividade. A tecnologia se destaca pela preocupação com os portadores de necessidades especiais: a Casa Inteligente Inclusiva. Com este novo conceito residencial a tecnologia é empregada para aumentar a qualidade de vida, promover a inclusão social e também, criar um ambiente ideal para a realização de trabalhos em casa.

Continuar lendo

Robôs x empregos: a automação vai fechar mais vagas do que criar?

Alguns especialistas acreditam que robôs podem substituir humanos em determinadas tarefas
Alguns especialistas acreditam que robôs podem substituir humanos em determinadas tarefas

Carros que dirigem sozinhos, serviços de entregas feitos por robôs, softwares cuidadores de idosos e “serpentes” cirurgiãs. A automação promete ganhos milionários para as empresas do setor, mas o que acontece com as pessoas que executam as mesmas tarefas que esses robôs? A nova tecnologia vai ajudá-los a trabalhar de forma mais eficiente ou vai colocar seus empregos em risco?

A discussão ainda é polêmica entre acadêmicos, com alguns convictos de que passar o trabalho para as máquinas aumentará o desemprego, enquanto outros acreditam que a automação vai trazer prosperidade.

Bob, por exemplo, é um guarda de segurança robô que patrulha o local de trabalho, monitorando as salas em 3D e relatando anomalias. Continuar lendo

Empresa vende drone polêmico que dispara spray de pimenta

A fabricante de um drone, uma pequena aeronave não tripulada, que dispara balas de spray de pimenta já vendeu a primeira leva de aparelhos.

A companhia Desert Wolf fez demonstrações do drone na África do Sul em maio
A companhia Desert Wolf fez demonstrações do drone na África do Sul em maio

 

 

 

 

 

 

 

 

A companhia com base na África do Sul Desert Wolf disse à BBC que já fechou a venda de 25 unidades da aeronave para uma mineradora depois de fazer demonstrações com o aparelho em uma feira de tecnologia. Segundo a empresa, o drone é uma aeronave de “controle de tumultos” e que pode enfrentar multidões “sem colocar em risco as vidas dos seguranças”.

O site da Desert Wolf afirma que o drone octacóptero Skunk tem quatro dispositivos do tipo usado em armas de paintball, cada um com capacidade para disparar até 20 balas por segundo.

Continuar lendo

Cientista reclama de tempo curto para mostrar exoesqueleto em abertura; conheça o projeto.

Paraplégico chutou bola com ajuda de robô comandado pelo cérebro.Transmissão da Fifa mostrou experimento por poucos segundos.

 

 

 

 

 

 

 

 

O neurocientista Miguel Nicolelis reclamou do pouco tempo reservado ao “chute simbólico” com o exoesqueleto na transmissão da abertura da Copa do Mundo, nesta quinta-feira (12). O chute em uma bola de futebol foi dado por um paraplégico que usava o equipamento, um robô comandado pelo cérebro.

Na transmissão oficial, exibida por emissoras em todo o mundo, a cena durou sete segundos. Integrantes do projeto “Andar de Novo” apareceram com o voluntário paraplégico, que estava em pé e já vestia o exoesqueleto. Ele deu um passo com a perna direita e movimentou a bola, recolhida por um menino caracterizado de árbitro de futebol. O momento vinha sendo preparado há anos por Nicolelis e sua equipe.

Continuar lendo

Como os computadores pretendem imitar o cérebro

Um cérebro eletrônico espalhado pela mesa: protótipo do Neurogrid, um computador neuromórfico que o pesquisador vislumbra vender a US$400 cada um.
Um cérebro eletrônico espalhado pela mesa: protótipo do Neurogrid, um computador neuromórfico que o pesquisador vislumbra vender a US$400 cada um.

Pesquisadores neuromórficos

Apesar de toda a sua sofisticação, os computadores empalidecem quando são comparados com o mais simples dos cérebros.

O córtex de um camundongo, por exemplo, opera 9.000 vezes mais rápido e consome 40.000 vezes menos energia do que uma simulação de suas funções feita em computador – valores que podem aumentar conforme as técnicas de medição da atividade cerebral melhoram.

Isso, contudo, é um incentivo para os pesquisadores que trabalham na tentativa de construir os primeiros processadores neuromórficos – que operam imitando o funcionamento dos neurônios. Continuar lendo